Versão para impressão
PDF
Fev
14

Incontinência Urinária

Reeducação Vesico-Esfincteriana

A incontinência urinária é definida pela International Continence Society como“a perda involuntária de urina, objectivamente demonstrável com tal grau de severidade que se torna num problema social ou higiénico”, e tem vindo a assumir progressivamente maior destaque, à medida que as populações se tornam conscientes das limitações e impacto que esta condição produz nas suas vidas. Factores como a prevalência da condição, custos financeiros e impacto na qualidade de vida dos utentes, fazem da incontinência uma condição que requer tratamento efectivo e imediato.

Actualmente sugere-se que a primeira linha de tratamento deve ser a intervenção cognitivo-comportamental (reeducação vesico-esfincteriana), uma vez que a sua taxa de sucesso é elevada e não apresenta efeitos secundários.

Esta intervenção engloba duas componentes:

  • Componente educacional e de aconselhamento, cujo objectivo consiste na correcção de hábitos ou de comportamentos de risco, que possam estar na origem ou no agravamento dos sintomas;
  • Componente de reeducação muscular, que consiste no treino da musculatura do pavimento pélvico (músculos com funções ao nível do encerramento da uretra e do suporte dos órgãos pélvicos). Esta componente engloba a realização de vários exercícios tendo em vista o aumento do tonus destes músculos e da resistência uretral, recorrendo a instrumentos como o biofeedback e a electroestimulação neuromuscular.

Na origem da incontinência urinária podem estar diversos factores. Contudo, esta condição não pode ser encarada como resultado inevitável do processo de envelhecimento.

Tanto as mulheres como os homens, mais novos ou mais idosos, podem ter uma forma de incontinência urinária, que os poderá fazer sentirem-se envergonhados, deteriorando progressivamente a sua qualidade de vida. Embora a prevalência seja mais acentuada para o género feminino, tem-se vindo a verificar – nos últimos anos, e com o aumento de problemas associados à próstata – um aumento do número de homens que sofrem desta condição.

Escrito por Webmaster.